Reduzir fonte Letra tamanho normal Aumentar fonte

Universo das Associações

Associação Cultural e Desportiva de Valhascos

 

acd valhascos   

A Associação Cultural e Desportiva de Valhascos foi constituída por escritura notarial em 26 de julho de 1984, sendo os fundadores António Amaro, Luís Grácio, Guilherme Galinha, José Alves e Arlindo Dias. A Associação assume um papel primordial na dinamização da freguesia de Valhascos, realizando atividades de cariz sócio cultural e desportivo. 

 

Associação Cultural e Desportiva de Valhascos
Morada: Rua da Associação n.º 7 2230-180 Valhascos
Tlm. 963 506 971 (Duarte Batista – Presidente da Direção)
Email: Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar.
Facebook: https://www.facebook.com/ACDVALHASCOS/

 

 

Associação de Amigos de Santiago de Montalegre

 

logo montalegre   

Em 2 de julho de 1978, durante um almoço de confraternização em Loures, surgiu a ideia de ser criada uma Associação com o intuito de “tentar congregar vontades, unir o mais possível os naturais de Santiago de Montalegre, residentes em Lisboa ou nas áreas limítrofes”. No referido almoço foram eleitos, por voto secreto, os membros da primeira Direcção: Joaquim António Vasco, Manuel Vasco, Abel Lavrador, António Pita Frade e António Catarino. Estava então criada a Associação de Amigos de Santiago de Montalegre. Em finais de 1978, a Associação registava 222 sócios. A legalização dos estatutos ocorreu em 28 de agosto de 1980, no Cartório de Sardoal. No Verão de 1981 foram levadas a efeito as primeiras Festas de Verão. 

 

Associação de Amigos de Santiago de Montalegre
Morada: Escola Primária de Santiago de Montalegre 2230-062 Santiago de Montalegre
Tlm. 917 292 283 (Nicolau Duque – Presidente da Direção)
Email: Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar.
Facebook: https://www.facebook.com/asmontalegre/

 

 

Associação de Caçadores de Alcaravela 

 

caçadores  

Associação de Caçadores de Alcaravela
Morada: Rua da Igreja Paroquial, s/n, Santa Clara 2230-011 Alcaravela
Tlm.926 287 623 (Manuel Serras – Presidente da Associação)

 

Associação de Caçadores de Sardoal 

 

Associação de Caçadores de Sardoal

Morada: Apartado 16 2230-909 Sardoal
Tlm. 937 024 043 (Luís Corda – Presidente da Direção)
Email: Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar.

 

Associação de Criatividade Social de Monte Cimeiro 

 

A Associação de Criatividade Social de Monte Cimeiro foi criada em 25 de setembro de 1989. Começou com um grupo de pessoas que se juntava para organizar um arraial popular por altura do S. João. A iniciativa foi repetindo-se anualmente, até que foi criada uma associação para a realização do referido arraial e também para outros fins. 

 

Associação de Criatividade Social de Monte Cimeiro
Morada: Rua da Associação, Monte Cimeiro, 2230-007 Alcaravela
Tlm. 964 874 875 (Sara Louro – Direção)
Email: Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar. / Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar.
Facebook: https://www.facebook.com/Associa%C3%A7%C3%A3o-de-Criatividade-Social-de-Monte-Cimeiro-125394950815046/

 

 

Associação de Melhoramentos da Aldeia de São Simão 

 

logo sao simao  

Associação de Melhoramentos da Aldeia de São Simão

Morada: São Simão 2230-108 Sardoal
Tlm. 925 579 019 (Manuel Martins – Direção)

Email: Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar.
Facebook

 

Associação de Melhoramentos e Amigos de Entrevinhas 

 

logo ama   

A Associação de Melhoramentos e Amigos de Entrevinhas foi constituída em 1983 e a sua escritura pública data de 26 de julho de 1985. Os seus fundadores foram Miguel Simples, Hélder João, Francisco Fernandes, José Alpalhão e António Garcia. Anualmente, a AMAE organiza, entre outras atividades, um Passeio de Cicloturismo e um Magusto.

 

Associação de Melhoramentos e Amigos de Entrevinhas
Morada: Rua da Escola, n.º 12 Entrevinhas 2230-104 Sardoal
Tlm. 966 191 826 / 965 868 575 (Rui Lourenço – Direção)
Email: Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar.
Facebook: https://www.facebook.com/AMAEntrevinhas/

 

Associação de Moradores de Andreus 

 

 

ass moradores andreus logotipo   

A Associação de Moradores de Andreus foi fundada a 14 de janeiro de 1981, tendo como principais fins servir o interesse geral de todos os habitantes da aldeia, propondo-lhes bem estar físico, cultural e social. A sua ação na melhoria de vida dos habitantes da aldeia teve reconhecimento das autoridades locais, distritais e nacionais, que lhe valeu a classificação de Associação de Utilidade Pública, pelo gabinete do então Primeiro-Ministro, Aníbal Cavaco Silva. A Associação está inscrita, desde novembro de 2014, na Confederação Portuguesa das Coletividades de Cultura e Recreio. As Festas de Verão, o magusto e a Festa de Natal são algumas das iniciativas que realizam anualmente. 

 

Associação de Moradores de Andreus
Morada: Praça Manuel Branco Vasco, Andreus 2230-101 Sardoal

Tlm. 933 529 717 (Américo Santos – Presidente da Direção)
Email: 

Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar.

Facebook: https://www.facebook.com/AssociacaoAndreus/

 

 

Associação de Moradores de Vale das Onegas 

 

 

Ass. Vale das Onegas   

Associação de Moradores de Vale das Onegas
Morada: Rua da Escola, Vale das Onegas 2230-014 Alcaravela
Tlm. 939 996 196 (Fernando Martins - Direção)

Email: Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar.

 

Associação de Pais e Encarregados de Educação do Agrupamento de Escolas de Sardoal 

 

LOGO APEES   

A Associação de Pais Encarregados de Educação do Agrupamento de Escolas de Sardoal é um espaço de participação, voluntário, que pretende desafiar todos os pais e encarregados de educação a envolverem-se nas atividades dos filhos, com o objetivo de lhes transmitir sentido cívico e de colaboração nas comunidades e grupos em que estão integrados. 

 

Associação de Pais e Encarregados de Educação do Agrupamento de Escolas de Sardoal
Morada: Apartado 15 2230-909 Sardoal
Tlm. 962 428 086
Email: Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar.
Facebook: https://www.facebook.com/APEEAESardoal/

 

 

Associação “Os Duros” 

 

duros   

A constituição da Associação “Os Duros” foi assinada em 14 de novembro de 2008 por Francisco Silva e Nelson Baptista, pertencendo também ao núcleo de fundadores António Patrão e Nuno Matias. Com sede na antiga Escola Primária de Andreus, a Associação promove passeios e atividades culturais, que envolvam, essencialmente, motas e jeeps. Realizam anualmente um Passeio TT, um Passeio Convívio, os Passeios da Chapa Amarela, entre outras atividades. 

 

Associação “Os Duros” 

Morada: Av. Associação de Moradores (Edifício da Escola) Andreus 2230-101 Sardoal
Tlm. 938 945 508 (Luís Salgueiro – Presidente da Associação)
Email: Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar.
Facebook: https://www.facebook.com/osduros.osduros.1

 

 

Associação para o Progresso do Lugar de Mivaqueiro 

 

Morada: Mivaqueiro 2230-058 Santiago de Montalegre
Tlm. 937 468 208 (Dora Santos - Direção)

 

Associação Recreativa da Presa

 

logotipo ass rec presa   

A Associação Recreativa da Presa (ARP) é uma coletividade sediada no lugar de Presa, Freguesia de Alcaravela, concelho de Sardoal.

Teve a sua origem na centenária Comissão de Festas, que era responsável pela organização anual das “Festas da Presa em honra de N. Sª das Necessidades e da Luz”, no lugar de Presa, freguesia de Alcaravela, concelho de Sardoal.

Formalmente, a ARP foi criada em 12 de maio de 1976 e desde então até 2002, a sua atividade passava pela organização das referidas festas anuais e com o seu lucro, construir infraestruturas elementares para a realização das festas (bar exterior) e um pavilhão para a realização de festas, casamentos, batizados e atividades afins.

Em junho de 2002, com a demissão dos seus responsáveis e com a tomada de posse dos primeiros Órgãos Sociais legalmente constituídos, teve início uma “reforma” na Associação, tendo sido traçados como objetivos fundamentais os seguintes:

a) Contribuir ativamente para uma melhor qualidade de vida de Alcaravela e do concelho de Sardoal, mediante a dinamização da Associação através de atividades ao longo de todo o ano, sobretudo na vertente desportiva, recreativa e cultural, explorando os recursos e potencialidades desta terra, numa tentativa de minimizar os inconvenientes da sua interioridade geográfica.

b) conclusão das obras mínimas e indispensáveis para viabilizar estas atividades.

c) Total regularização administrativa da Associação, praticamente inexistente até julho de 2002.

Todas as atividades são planeadas para servir os associados e a população em geral, tentando que aquelas que têm a finalidade de angariar receitas, sejam apenas as necessárias e indispensáveis ao funcionamento da Associação.

Numa tentativa de melhor caracterizar a ação desta “nova” ARP, apresenta-se em anexo as suas principais atividades desde julho de 2002.

 

Relativamente a infraestruturas, foi dada continuidade às obras que vinham do antecedente (embora com diferentes prioridades), desta feita com o principal objetivo de transformar o pavilhão num espaço multiusos, principalmente para permitir a realização de espetáculos acusticamente mais exigentes (musicais e outros) e a prática de diversas modalidades desportivas (é o único espaço coberto na freguesia de Alcaravela onde podem ser praticadas várias modalidades desportivas, como sejam futsal, badminton, voleibol, andebol, minibasquete, etc.).

Salienta-se ainda a ação dos novos Órgãos Sociais na total regularização de toda a parte administrativa da Associação, nomeadamente atualização dos Estatutos, elaboração do Regulamento Interno, criação do Logotipo, formalização dos sócios (a Associação conta atualmente com aproximadamente 300 sócios efetivos), legalização do terreno e infraestruturas existentes, trabalho de secretaria (expediente, arquivo, informatização e histórico), desenvolvimento das relações públicas e divulgação e regularização de toda a escrituração (Atas - Direção, Mesa da Assembleia Geral e Conselho Fiscal -, Livro de Tomadas de Posse, Planos de Atividades, Orçamentos, Relatórios de Atividades, Contas, Pareceres do Conselho Fiscal, etc.).

Com a convicção de que a Associação já faz parte e é indispensável para a melhoria da qualidade de vida das pessoas da Presa, de Alcaravela e até do concelho de Sardoal, os atuais Órgãos Sociais da ARP continuam determinados a continuar o seu trabalho na prossecução dos objetivos estabelecidos.

Associação Recreativa da Presa 

Morada: Largo Beatriz Serras e Silva, Presa 2230-010 Alcaravela
Tlm. 962 415 379 (Luís Miguel Lopes – Presidente da Direção)
Email:  Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar.

Facebook

Site: http://arpresa.pt

 

 

Associação Recreativa e Cultural de Panascos

 

Ass Panascos   

Foi no ano de 1971 que se realizou a primeira festa em Panascos, freguesia de Alcaravela. Desde então, a romaria nunca mais se deixou de realizar. Joaquim Oliveira Cardina e Joaquim Bento foram os primeiros “festeiros”. As festas em honra da Senhora da Guia, a padroeira da aldeia, realizam-se anualmente em julho.

 

Associação Recreativa e Cultural de Panascos

Morada: Rua da Fonte, Panascos 2230-008 Alcaravela
Tlm. 968 630583 (Joaquim Serras – Presidente da Direção)
Email: Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar.

 

Associação Recreativa, Cultural e Desportiva “4 Aldeias”

 

4 aldeias  

Associação Recreativa, Cultural e Desportiva “4 Aldeias”

Morada: Escola Casal Velho, Venda 2230-017 Alcaravela
Tlm. 965 851 387 (Rui Serras – Presidente da Direção)
Email: Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar.

 

Clube de Caçadores de Valhascos e Cabeça das Mós

 

 

Clube de Caçadores de Valhascos e Cabeça das Mós
Morada: Apartado 17 - 2230-909 Sardoal
Tlm. 964 048 797 (António Jorge – Direção)

 

Comissão de Desenvolvimento Cultural e Recreativo de Venda Nova

 

logo venda nova  

Comissão de Desenvolvimento Cultural e Recreativo de Venda Nova
Morada: Estrada Principal, Venda Nova – 2230-163 Sardoal
Tlm. 966 014 942 (Diogo Roldão – Direção)
Email: Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar.
Facebook: https://www.facebook.com/comissaodrc.vendanova/

 

Comissão de Melhoramentos de Cabeça das Mós

 

logotipo Comissão Cabeça das Mós  

A Comissão de Melhoramentos de Cabeça das Mós foi fundada em 1982, sendo o seu principal objetivo “melhorar a qualidade de vida dos habitantes locais, através de vários projetos sócio-culturais”. 

 

Comissão de Melhoramentos de Cabeça das Mós
Morada: Largo do Comércio, nº 2, Cabeça das Mós, 2230-102 Sardoal
Tlm. 967 607 216 (Jacinto Gonçalves – Direção)
Email: Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar.

 

 

Estímulo – Associação de Jovens de Sardoal

 

ajs   

A Estímulo – Associação de Jovens de Sardoal nasceu de uma conversa causal entre amigos, no final do ano de 2009, tendo sido legalizada em 23 de dezembro deste mesmo ano. Segundo os estatutos que regem a Estímulo, os seus principais objetivos passam por desenvolver a cooperação e solidariedade entre os seus associados com a realização de iniciativas de âmbito cultural, desportivo, lúdico/recreativo, social, e pedagógico/formativo, e implementar a cooperação com todas as entidades públicas e privadas visando a interação social e cultural dos sardoalenses. Anualmente, a Associação promove, entre outras atividades, o Festival Estímulo com música e atividades desportivas. 

 

Estímulo – Associação de Jovens de Sardoal
Morada: Rua de São José, 2230-008, Panascos, Alcaravela
Tlm. 961 230 247 (Adriano Martins – Presidente da Direção)
Email: Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar.
Facebook: https://www.facebook.com/Estimulo.ajs/

 

 

Filarmónica União Sardoalense

 

 

logo final filarmonica caixa   

A Filarmónica União Sardoalense tem a sua origem na Sociedade Philarmónica Sardoalense, fundada em 3 de agosto de 1862 por um grupo de ilustres cidadãos de Sardoal. O seu primeiro maestro foi Pedro Gregório Correia Branco. Em 1900, devido a divergência internas surgiu outra Filarmónica, a Sociedade Fraternidade Sardoalense. Durante vários anos, os elementos das duas bandas estiveram em frequentes confrontos e só em 5 de março de 1911 foi possível chegar ao fim das rivalidades e ambas as coletividades se juntaram com a designação de Filarmónica União Sardoalense, que ainda hoje se mantém. 

 

Filarmónica União Sardoalense
Morada: Largo da Escola, Edifício da Antiga Escola Primária, 2230-203 Sardoal
Tlm. 967 064 192 (César Grácio – Presidente da Direção)
Email:  Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar.
Facebook: https://www.facebook.com/

FilarmonicaUniaoSardoalense/

 

 

GETAS – Centro Cultural

 

 

logo getas final  

Criado em 16 de novembro de 1982, o GETAS – Grupo Experimental de Teatro Amador de Sardoal é o principal dinamizador de teatro em Sardoal. 

 

GETAS – Centro Cultural
Morada: Avenida Luís de Camões, nº 19, 2230-139 Sardoal
Tlm. 962 915 989 (Cristina Curado – Presidente da Direção)
Email: Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar.
Facebook: https://www.facebook.com/getas.sardoal

 

 

Grupo de Jovens da Ação Católica de Alcaravela

 

Grupo de Jovens da Ação Católica de Alcaravela
Morada: Rua Central, Cimo dos Ribeiros, 2230-005 Alcaravela
Tlf. 241 855 676 (Ilda Soares)

 

Grupo de Motards “Os Últimos do Ribatejo”

 

logo vect3   

O Grupo de Motards “Os Últimos do Ribatejo” foi constituído em 13 de outubro de 1998, sendo Vítor Costa o primeiro dos nove subscritores da escritura legal. Entre os seus objetivos estão “orientar e desenvolver o gosto por atividades, não só culturais, recreativas e desportivas, como o gosto pelas motas e a proteção da natureza”. O Grupo teve a sua sede nas instalações municipais do Outeiro da Velha, em Sardoal, transferindo-se, em 2018, para Panascos, na Freguesia de Alcaravela. 

 

Grupo de Motards “Os Últimos do Ribatejo”
Morada: Rua da Escola, Panascos, 2230-008 Sardoal
Email: Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar.
Tlm. 927 737 362 (Raúl Simões – Presidente da Direção)
Facebook: https://www.facebook.com/cmultimosribatejo/

 

 

Grupo Desportivo de Alcaravela

 

 

logotipo gda branco   

O Grupo Desportivo de Alcaravela foi fundado em 28 de julho de 1983, sendo descendente do extinto Grupo Desportivo da Casa do Povo de Alcaravela. Entre 1983 e 2008, “os jogadores que vestiram a camisola do clube chegaram a assumir o papel de heróis com a presença na Taça de Portugal na época 1996/97”. Depois de um interregno de vários anos, o Grupo Desportivo regressou à atividade, apresentando-se à população em 13 de outubro de 2013. 

 

Grupo Desportivo de Alcaravela
Morada: Santa Clara, 2230-011 Alcaravela
Tlm. 962 952 905 (José Luís da Silva Reis - Direção)
Email: Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar.
Facebook: https://www.facebook.com/GrupoDesportivoDeAlcaravela/

ref=br_rs&fb_dtsg_ag=AQwuVemC4pBDAvV

ucKK9INTU2HhhPiQd1Nzstuf_-

xHUgA%3AAQwR9DOBYyk

bABNsG0pLd8Jc1UNsuxvYyy_p

hrp9AxXOdQ&jazoest=28225

 

Grupo Desportivo e Recreativo “Os Lagartos”

 

logotipo lagartos   

O Grupo Desportivo e Recreativo “Os Lagartos” nasceu em 1980, por ação de um “Grupo Dinamizador do Desporto e Cultura”, convidado para o efeito pela então Presidente da Câmara Municipal, Francelina Chambel. Em 29 de Janeiro de 1981 o Grupo foi formalmente constituído. O primeiro Presidente da Direção, eleito, foi Álvaro Andrade e Silva Passarinho, que permaneceu poucas semanas no cargo, dando lugar a Júlio de Oliveira Leitão. Esta foi a primeira coletividade desportiva sardoalense a nascer após a Revolução do 25 de Abril de 74. 

 

Grupo Desportivo e Recreativo “Os Lagartos”
Morada: Taberna Seca, Apartado 15, 2230-230 Sardoal
Tlm. 967 077 788 (Vasco Carola – Presidente da Direção)
Email: Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar.
Facebook: https://www.facebook.com/gdrlagartos/

 

 

Rancho Folclórico “Os Resineiros” de Alcaravela 

 

a história ...

 

os_resineiros_02.jpgos_resineiros_04.JPGos_resineiros_01.jpgos_resineiros_03.JPG
 

 

 

logo rancho

 

Foi Maria dos Anjos Rei que no carnaval de 1977 tomou a iniciativa de criar um rancho folclórico a qual foi apoiada por um grupo de jovens e pelo acordeonista Victor Duque Lopes. Com o apoio da Casa do Povo de Alcaravela, o grupo conseguiu apresentar-se pela primeira vez a 1 de Junho do mesmo ano. Inicialmente o seu reportório tinha como base as músicas e as danças tradicionais que se sabia, terem sido dançadas em Alcaravela. Em 1986 os responsáveis pelo grupo organizaram uma profunda recolha por toda a Freguesia, junto da população mais idosa, com os quais aprenderam as danças e os cantares do nosso povo. Por estes idosos foram descritos como eram os trajes e os utensílios utilizados pelos Alcaravelenses entre 1900 e 1910.

O Rancho Folclórico “Os Resineiros” de Alcaravela nasceu legalmente com escritura lavrada no Cartório Notarial de Sardoal a 8 de Abril de 1995, e posteriormente foram publicados os seus estatutos na III Série do Diário da República em 17 de Junho de 1995. As suas atividades estão centradas no folclore e na recolha de tradições culturais locais. O seu reportório está relacionado com as vivências socioculturais da população, incluindo as suas memórias de trabalho e as suas migrações para o Sul do Ribatejo, Alentejo, Beira Baixa e Beira Alta.

 
 

O Rancho Folclórico “Os Resineiros” tem dado um grande contributo para a preservação das tradições da freguesia, levando a todo o país as danças e os cantares típicos desta região. Embora com influência das migrações sazonais dos homens de Alcaravela, por altura das ceifas, as danças mais características desta freguesia são as danças de Roda, que eram cantadas e dançadas aos domingos nos bailes da terra e nos serões das desfolhadas. Atualmente não se realizam acontecimentos deste tipo, e por isso, se justifica a existência do rancho para mostrar como se divertiam, como dançavam, como cantavam, e como se vestiam os nossos antepassados.

 

Rancho Folclórico “Os Resineiros” de Alcaravela
Morada: Antiga Escola Primária de Casos Novos, Casos Novos, 2230-003 Alcaravela
Tlm. 965 269 542 (Ana Rei – Presidente da Direção)
Email: Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar.

 

 

os trajes ...

 

Os trajes típicos de Alcaravela reportam-se ao início do século XX, entre 1900 e 1920. Atualmente estas roupas apenas são usadas pelos elementos do Rancho Folclórico Os Resineiros de Alcaravela, durante as suas atuações, ou participações em exposições. Das diversas peças recolhidas salienta-se o Traje Domingueiro, o Traje de Festa e o Traje de Trabalho.

O Traje Domingueiro do homem é composto por calça e casaco de fazenda, camisa de riscado, cinta e sapatos de calfe pretos; e o da mulher é constituído por saia de roda de fazenda com pregas miudinhas, blusa de golas redondas com pregas a sair da meia-lua, cinto com abas, meias finas, sapatos pretos de calfe, avental enfeitado com rendas, lenço cor de grão bordado na cabeça ou atado ao pescoço, xaile de fitas pelas costas e bolsa igual à blusa ou de retalhos.

O traje de festa era usado nos casamentos ou em dias especiais. Era um fato comum, com a particularidade de ser novo no dia do casamento. O homem vestia calças, casaco e colete de fazenda castanha, gravata a condizer, chapéu de meia aba e calçava sapatos pretos de calfe. A mulher trajava fato de fazenda creme, composto de saia franzida e cintada com cós e casaquinha justa cintada com macho atrás, blusa branca com rendas, meias finas, xaile preto de fitas dobrado no braço, lenço bordado cor de grão claro, na cabeça, e sapatos pretos de calfe.

 
 

O fato de trabalho do homem era constituído por calças e colete de cotim, camisa de riscado com dianteira aberta, chapéu ou boina na cabeça, sapatos de sola, cinta e, no Inverno, vestia também um casaco. A mulher usava saia de chita rodada e franzida à cintura, blusa de riscado, avental riscado com cós estreito, sapatos de sola, meias de algodão ou cordão, lenço de algodão e, no Inverno, vestia saia de lã.

 

alguns dos utensílios que os acompanham ...

 

A caixa de madeira onde o resineiro leva o ferro do resineiro a espátula os canecos;

 

A lata da resina;

 

A dobadoura e o fuso;

 

A foice;

 

A moeira;

 

A cesta da apanha da azeitona;

 

Os cajados;

 

A panela da janta;

 

O cântaro e o púcaro;


Alguns brinquedos tradicionais que são transportados pelas nossas crianças, bonecas de trapos, bola de farrapos entre outros.

algumas das cantigas ...

 

Resineiro;


Verde-Gaio;


Ó Emília olha o gaio;


Alcaravela dá-me um namorado;


Bate comigo;


Três saltos;


Brinca verde- gaio;


Salgueirinho à borda-d’água;


Passo Largo;


Vitória linda Vitória;


Saias batidas;


Vira da Ti Beatriz;


Entre a porta me hei de ir sentar;


Vira de Santa Clara;


Atirei com a laranja ao chão;


O fado dançado (onde Os Resineiros fazem uma recriação de como por vezes terminava um baile, onde os rapazes acabavam à zaragata por causa de uma rapariga).

 

 

Esta página requer cookies para o seu bom funcionamento. Para mais informações consulte a politica de privacidade. Politica de privacidade .

Aceitar utilização de cookies
Politica de cookies