Reduzir fonte Letra tamanho normal Aumentar fonte

Eventos Anuais

 

Semana Santa

 

enterro_do_senhor_02.jpgpassos_do_senhor.jpgtapete.jpgprocissao_fogareus_01.jpgprocissao_fogareus_02.jpgenterro_do_senhor_01.jpg
 
 

As Solenidades da Semana Santa e Páscoa no Concelho de Sardoal assumem-se como património intrínseco da personalidade concelhia, representando um elo inabalável da ligação entre gerações do Passado, do Presente e do Futuro. A preparação e a celebração desta quadra passam as fronteiras do religioso, unindo, em seu torno, pessoas de todas as convicções e idades. As profundas tradições de Fé e Religiosidade deste Concelho remontam a um passado longíquo, ganhando especial relevo nesta época. Para além das manifestações religiosas, próprias da quadra, um vasto conjunto de atividades são promovidas. Exposições, Percursos Pedestres ou Espetáculos de Música e Teatro são alguns exemplos da vasta oferta religiosa e cultural que o Concelho oferece.
Ponto alto da Semana Santa em Sardoal são as Capelas e Igrejas decoradas com tapetes de flores naturais. Entre Quinta-feira Santa e Domingo de Páscoa o chão das Capelas e Igrejas ostentam verdadeiras obras de arte popular, numa tradição que se julga única no país e que, desde 2014, se estendeu a todo o Concelho.

 

Semana Santa 2017

 

Festa do Espírito Santo (ou do Bodo)

 

_DSC5707.jpg_DSC5498.jpg_DSC5583.jpg_DSC5876.jpg_DSC5614_1.jpg_DSC5589_1.jpg_DSC5679.jpg_DSC5750.jpg_DSC5830.jpg
 
 

A Festa do Espírito Santo, também chamada de Pentecostes, celebra-se cinquenta dias após o Domingo de Páscoa. Esta festa, segundo a documentação existente, já se realizava no Sardoal antes de 1470 e com bastante importância, como se pode inferir de uma carta-provisão do rei D. Afonso V, datada de 18 de Janeiro de 1472, que indica algumas disposições para regimetar a sua organização, ao mesmo tempo que se facultam poderes e abrem concessões aos respectivos mordomos que, na sua terminologia da época se chamavam “Imperadores da Festa”.

A Festa do Espírito Santo ou do Bodo, realizou-se, depois de alguns anos de interregno, até 1935. Em 1995, esta festividade foi retomada, por iniciativa da Paróquia de São Tiago e São Mateus, Câmara Municipal, restantes Paróquias Concelhias, Junta de Freguesia, Santa Casa da Misericórdia e outras Entidades, numa perspectiva de preservação e valorização dos seus fundamentos religiosos, enquanto património cultural colectivo. Devido aos elevados encargos financeiros, em 2006 a Câmara Municipal teve de suspender a sua realização. 

Em 2015, a Festa do Espírito Santo volta a ser levada a efeito, com uma periodicidade bianual. Com o retomar desta tradição, pretende-se recriar a Festa de outros tempos, adaptada aos nossos dias, mas sem desvirtuar a sua carga simbólica e os cambiantes da sua origem. A tradição continua viva na sua componente litúrgica e o velho ato de distribuição pública de alimentos, foi substituído pela realização de um almoço nas escadarias do Convento, oferecido pelo Município e aberto a todos os participantes nas cerimónias. 
A Missa Campal e a Procissão do Espírito Santo contam com a colaboração de vinte jovens, do sexo feminino, trajadas de branco, como símbolo de pureza, cuja função é transportar o pão benzido e outras oferendas. As suas vestes possuem cintas de quatro cores diferentes, sendo que, cada cor, representa a comitiva de cada freguesia. No cortejo participam, ainda, algumas dezenas de figurantes, envergando réplicas de trajes usados no Sardoal, nos finais do século XIX.

 

Festas do Concelho

 

02b.jpg007.jpg41b.jpg
 
 

As Festas do Concelho de Sardoal destinam-se a celebrar a elevação do Sardoal à categoria de Vila, por Carta de Mercê, passada por D. João III, em 22 de setembro de 1531. Enquadra-se este evento numa opção estratégica de divulgação do nosso património, configurando momentos únicos de afirmação do Concelho, suas gentes e instituições.
As Festas do Concelho envolvem toda a comunidade. Na sua preparação e planificação, o Município conta com o importante apoio das associações concelhias que, através da sua capacidade de se reinventarem, trazem dinâmica e iniciativa a este evento.

 

Festas do Concelho 2016

 

Sardoal Jazz

 

sinfo_dixie_07.jpg_DSC1111.jpg018.jpg002.jpglokomotiv_04.jpgyuri_13.jpg
 
 

O Centro Cultural Gil Vicente acolhe, anualmente, a iniciativa Sardoal Jazz, que traz ao Sardoal alguns dos grandes nomes da música jazz nos panoramas nacionais e internacionais. 

Realizado normalmente no mês de maio, o Sardoal Jazz nasce da vontade deste Município em contribuir para dar resposta a uma lacuna na programação musical da região em duas vertentes distintas. Por um lado, trazer espetáculos de música jazz de elevada qualidade para os amantes deste género musical e, por outro lado, a aposta na formação de públicos, apresentando concertos e grupos de um estilo musical diferente. 

 

Encontro Internacional de Piano

 

5.jpg2.jpg6.jpg7.jpg4.jpg3.jpg1.jpg
 
 

O Encontro Internacional de Piano de Sardoal é organizado anualmente por este Município e pela Academia Internacional de Música "Aquiles Delle Vigne".

Com a realização deste evento, o Município de Sardoal pretende trazer a este Concelho e à região o melhor do mundo ao nível do piano, colocando o Sardoal no mesmo patamar que as grandes cidades da Europa e de Mundo.

A 1.ª edição desta iniciativa realizou-se em 2016 e, entre alunos e professores, aqui estiveram, ao longo de seis dias, mais de duas dezenas de pianistas oriundos de Portugal, Itália, Argentina, Senegal, Japão, Moldávia, Rússia e França. A par das aulas e das masterclasses, os participantes apresentaram-se diariamente ao público em concertos com entradas gratuitas.

Durante o evento decorre um concurso que permite aos melhores alunos uma aproximação ao mundo profissional. Além dos prémios para os primeiros classificados de cada categoria, é também entregue o Prémio Sardoal Novo Talento aos dois melhores alunos e que consiste numa bolsa de estudo para participarem na histórica e prestigiada Academia de Verão do Mozarteum de Salzburgo, estudando com o Professor Aquiles Delle Vigne, patrono da iniciativa. 

Em 2017, a 2.ª edição do Encontro Internacional de Piano realizar-se-á no inicio do mês de julho.

 

Rede Eunice

 

selo_rede_eunice.jpg5.jpg2.jpg6.jpg7.jpg4.jpg3.jpg1.jpg
 

O Centro Cultural Gil Vicente foi um dos três equipamentos culturais selecionados a nível nacional para a integrar a Rede Eunice, nas temporadas 2016/17, 2017/18 e 2018/19, promovida pelo Teatro Nacional D. Maria II.
Resultado de uma candidatura apresentada por este Município, esta seleção representa um digno reconhecimento ao Centro Cultural Gil Vicente e à sua função na promoção e divulgação da Cultura na região.
A Rede EUNICE é um Projeto de difusão de espetáculos produzidos e coproduzidos pelo Teatro Nacional D. Maria II que visa alcançar locais onde a oferta teatral é ocasional ou irregular. Desta forma, a integração do Sardoal nesta rede representa, também, uma mais-valia para o público que, residindo no interior do país e afastado dos grandes centros urbanos, não tem acesso privilegiado a este tipo de espetáculos. A Rede EUNICE assume esta designação como homenagem a Eunice Muñoz, sinónimo de talento, de teatro e de comunhão com o público de várias gerações.
O Protocolo de Parceria entre o Município de Sardoal e o Teatro Nacional D. Maria II prevê a apresentação de três espetáculos por temporada.
Nesta primeira fase do projeto, além do Centro Cultural Gil Vicente, em Sardoal, apenas o Teatro Municipal de Vila Real e Teatro Municipal Baltazar Dias, no Funchal, foram selecionados.

 

Dear Doc

 

_DSC2761.jpg_DSC2719.jpg_DSC2769.jpg_DSC2763.jpg_DSC2689.jpg_DSC2727.jpgDear_Doc.jpg_DSC2723.jpg_DSC2767.jpg_DSC2759.jpg_DSC2694.jpg
 
 

A realizar duas vezes por ano, em fevereiro e em julho, os seminários Dear Doc de realização em cinema documental são especialmente dirigidos aos autores em início de carreira nas áreas do cinema e das artes audiovisuais. Nos mesmos moldes do seminário Doc’s Kingdom, organizado pela Apordoc desde 2000, estes seminários propõem aos participantes uma experiência de retiro coletivo através de um programa intensivo de sessões de visionamento e discussão ao longo de uma semana, aqui dirigido para o desenvolvimento de projetos de cinema documental em curso, apresentados pelos participantes e orientados pelo realizador convidado.

O seminário Dear Doc de realização em cinema documental, organizado pela Apordoc – Associação pelo Documentário, em parceria com este Município e a ESTA – Escola Superior de Tecnologia de Abrantes. 

 

Best of Curtas Vila do Conde

 

cartaz_curtas_2015.jpgCartaz_curtas_sardoal_2016.jpg
 

O Centro Cultural Gil Vicente exibe anualmente, geralmente no mês de julho, o Best Of Curtas Vila do Conde – Festival Internacional de Cinema.
O Best Of é uma extensão oficial deste Festival que apresenta uma seleção dos premiados, da edição em causa, a nível nacional e internacional, reunindo o melhor da produção cinematográfica dos últimos tempos.

 

O Dia Mais Curto

 

CURTAS2015_cartaz.jpgCURTAS_2014.jpgCURTAS2016_cartaz.jpg
 
 

O Centro Cultural Gil Vicente, anualmente, no dia 21 de dezembro, o Festival de Curtas-Metragens designado “O Dia Mais Curto”.
A iniciativa “O Dia Mais Curto” nasceu em França em 2011, realizando-se em simultâneo, em dezenas de países de todo o mundo. O Centro Cultura Gil Vicente associa-se a esta ação desde que a mesma se realiza em Portugal, ou seja, desde 2014. O fenómeno astronómico, conhecido como solstício de inverno, que ocorre a 21 de dezembro e que corresponde ao dia mais curto do ano, inspirou a ideia de se utilizar este dia para a promoção das curtas-metragens, incentivando-se à realização de sessões públicas em diversos locais.

 

Esta página requer cookies para o seu bom funcionamento. Para mais informações consulte a politica de privacidade. Politica de privacidade .

Aceitar utilização de cookies
Politica de cookies